Ana, Carol, Carolina

As drásticas consequências do segundo relacionamento abusivo Rodrigo estava ali fazia muito tempo, acho que desde que Carolina começou a se levantar. Seus primeiros passos para o lado de fora da bolha que criara para se proteger foram dados por causa daquele sorriso. Ele tinha o olhar atrevido, desses que só os cafajestes tinham, mas... Continuar Lendo →

Ana, Carol, Carolina

A necessidade de alçar vôo Pode ser que aos olhos de quem vê, a história do colegial não tenha merecido tamanha repercussão e trauma, mas quem é que pode medir e julgar o sofrimento que apenas se vê de longe e não se sente na carne? Ana sofria dia e noite: os dias no colégio... Continuar Lendo →

Cala-te!

E se eu dissesse que ninguém é como você Que ninguém nunca me fez o que você me faz Se eu dissesse que ninguém sabe fazer E se eu dissesse que você me leva ao céu E me traz de volta ao inferno Em questão de horas E se eu dissesse que você é sensacional... Continuar Lendo →

Quem é você??

Tenho um amigo que diz que eu sou um ser humano ímpar. Eu sempre tentei pensar como ele, acreditar que eu tinha um diferencial, que não era apenas mais um ser humano pequenininho no meio de outros bilhões... As três últimas semanas têm sido diferentes pra mim. Eu me propus a olhar com mais amor,... Continuar Lendo →

Ana, Carol, Carolina

O colegial Um dos primeiros namoros sérios de Ana começou durante o colegial. Todas as suas amigas já tinham transado e eram entendidas do assunto há séculos, enquanto Carol esperava o cara certo. “O cara certo espera”, ela acreditava! Dias e dias, meses se passaram e a pressão aumentava, mas ainda não era o cara... Continuar Lendo →

Ana, Carol, Carolina

A princesa do patriarcado Ao vinte e nove de janeiro de mil novecentos e oitenta e oito, nascia uma pequena e linda garotinha a quem docemente chamaram “Ana Carolina”. A primeira filha, não programada, mas que seria muito amada e viveria sob a proteção do patriarcado por quase toda a vida, até que abrisse os... Continuar Lendo →

Faça sua mala com cuidado!

Ele chegava em casa todas as noites e fazia sua mala. Mentalmente, colocava naquela enorme bolsa as coisas mais importantes. Deixava algumas num canto, caso coubesse, levaria. O mais importante era colocado primeiro, aquilo sem o qual não queria viver. Mentalmente, eu imaginei diversas vezes a mesma cena: ele colocando para dentro tudo o que... Continuar Lendo →

Epifania

Eu demorei alguns anos para me sentar em frente à tela branca e escrever verdadeiramente sobre você, para você. Mas isto não é uma despedida, é muito mais uma carta de amor ou de uma amiga distante. Eu sei que muito do que vou dizer, pode ser que você já saiba, tenha até observado... mas... Continuar Lendo →

Quando nem os príncipes são príncipes

Assisti “A Bela e a Fera” mais de cento e oitenta e quatro vezes. Decorei as músicas, as frases, cada perspectiva de cada personagem. À minha volta, lindas princesas da Disney e seus príncipes encantados. E eu cresci acreditando, esperando ansiosamente pelo meu príncipe encantado, aceitando que ele poderia vir na forma de fera e... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑